A Teoria de Resposta ao Item (TRI) é um método de aferição, estudada há anos e atualmente utilizada por exemplo no ENEM, SAEB e PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) o que provavelmente a colocou no centro de muitas discussões. A TRI, foi desenvolvida pela Psicometria, área que alia fundamentos da Psicologia e Estatística. Na educação ela é usada para atender a necessidade de se utilizar maneiras eficazes de avaliar o conhecimento real dos alunos. Nesse ponto a TRI se opõe a Teoria Clássica dos Testes (TCT) que considera apenas o número de questões que o aluno acerta, desconsiderando o grau de dificuldade das questões propostas. Dessa forma na TCT, o aluno que acerta mais questões teoricamente está mais preparado do que aquele que acerta menos, independente do peso das questões.

teoria-da-resposta-saeb-ilutstracao
http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/saep/portugues/saep_port_9ef/internas/item.html

Na TRI, o foco é o item, questão calibrada para avaliar as habilidades, onde são levadas em consideração três fatores: grau de dificuldade, poder de discriminação e probabilidade de acerto ao acaso (chute). Os itens propostos nos exames a que se destinam são testados previamente afim de classificá-los de acordo com o grau de dificuldade e para aferir valores de proficiência ao conjunto de itens em determinada área. A proficiência corresponde a uma síntese numérica do domínio apresentado pelo aluno em relação a uma determinada competência.  Portanto “a possibilidade de acerto de um item depende do nível de domínio do aluno em um determinado assunto.”   Esse artigo não tem a finalidade de fazer um comparativo sobre qual o melhor método de avaliação e sim esclarecer as características de cada um deles, mesmo porque a TRI não foi desenvolvida com a finalidade de substituir a TCT.

teoria-da-resposta-saeb-grafico_TRI
http://blackdopt.blogspot.com/2012/03/saiba-mais-sobre-teoria-de-resposta-ao.html

O uso de cada ferramenta vai depender da finalidade a que se destina. No caso das avaliações aplicadas aos alunos pelo SAEB, a meta é a obtenção do máximo de informações pertinentes ao aprendizado real do aluno, associado a outros fatores que podem interferir nos resultados.  Os dados complementares são obtidos através de questionários diagnósticos, aplicados aos professores e gestores de cada rede de ensino.